09 novembro 2021

Entenda todos os gastos envolvidos na compra de um imóvel

O processo de compra e venda de um imóvel envolve questões burocráticas e despesas financeiras que podem gerar preocupações e dúvidas na cabeça dos futuros moradores. Conhecer tais despesas e compreender de onde elas vêm, para quê servem e para onde cada centavo do seu dinheiro vai é fundamental para que você se sinta seguro na aquisição da casa dos sonhos. Nenhuma decisão deve ser tomada no calor do momento e sem um planejamento bem estruturado, por isso entenda todos os gastos envolvidos na compra de um imóvel e conheça as despesas a que você terá que destinar o seu dinheiro.

Avaliação bancária

Nos casos de financiamento, o banco exige certas burocracias que não são necessárias quando o pagamento é à vista. Mais conhecidas como vistorias, as avaliações bancárias são processos de verificação das condições da propriedade e de suas documentações para liberação do crédito imobiliário e regularização do imóvel. O valor referente a essa taxa varia de instituição para instituição. Fique sempre atento aos contratos.

Impostos

Os processos burocráticos da aquisição de um imóvel envolvem taxas do governo, mais conhecidas como impostos. É preciso tê-los em mente antes de efetuar a compra, pois ignorá-los ou não levá-los em consideração durante o planejamento pode acabar resultando em dores de cabeça, ou pior, dores em seu bolso. Listamos aqui os impostos aos quais você deverá se atentar se quiser fazer as contas direitinho, antes de comprar a casa dos sonhos, para não levar nenhum susto:

ITBI

O Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis é uma taxa cobrada pela prefeitura, por isso varia de acordo com a região em que o imóvel está localizado. Você pode estar se perguntando para quê ele serve: como o próprio nome já diz, o ITBI é cobrado sempre no momento da compra para sinalizar que aquele determinado imóvel está trocando de dono. Como assim? Simples: se uma pessoa possui uma casa e decide vendê-la, o comprador em questão deve pagar uma taxa ao governo para que possa oficialmente se tornar dono do imóvel comprado. Essa taxa consiste no ITBI. 

Ao colocar tudo no papel, você poderá reservar de 2% a 3% do valor venal do imóvel (valor de mercado estipulado comumente pela prefeitura), pois os custos de ITBI geralmente não passam muito disso. Para identificar o valor venal correto, observe o carnê do IPTU. É de extrema importância que o ITBI esteja devidamente regulamentado de acordo com as normas, pois a escritura do imóvel não pode ser realizada até que o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis seja pago. 

Se você estiver comprando seu primeiro imóvel pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), do governo, está assegurado em lei que o comprador terá 50% de desconto no valor do ITBI. Depois disso, basta você ir até um cartório para pagar o tributo que lhe é exigido. Existe também a possibilidade de parcelar o valor do imposto junto com as prestações do financiamento para os compradores que não tiverem o valor integral no momento da compra.       

Escritura

Neste documento, constam todos os dados do imóvel e de seus respectivos vendedores e compradores para comprovar o acordo firmado entre as duas partes, tal como os valores envolvidos no processo e a forma de pagamento. De fato, a escritura só deverá ser paga se a compra do imóvel for efetuada à vista. Quando se trata de financiamento, o contrato com o banco vale como uma escritura temporária. Para pôr as contas no papel, reserve ao menos uma quantidade razoável do seu orçamento, porém os valores variam de local para local, então fique atento e consulte o Cartório Tabelionato de Notas da sua região para informações mais exatas. Não esqueça de reunir e apresentar todos os documentos necessários para a realização da escritura e se preparar para eventuais custos adicionais dessas exigências.     

Registro do imóvel

Agora que você já tem a escritura, chegou a hora de registrar o seu imóvel no Cartório de Registro de Imóveis. É por meio desse documento que você poderá comprovar perante o governo que você é o legítimo proprietário do imóvel que comprou. A partir da assinatura e do pagamento desse imposto, você se tornará o responsável legal pelo bem e seu único titular. Como todos os outros citados anteriormente, o valor do registro altera de região para região, mas para calcular os gastos com antecedência, reserve pelo menos de 1% a 3% do valor do imóvel e cuide para que todas as documentações exigidas no processo estejam em dia.  

INCC

Esta taxa só é cobrada em casos de compra de imóveis ainda na planta. O Índice Nacional de Custos da Construção se refere às despesas correspondentes à construção civil do imóvel: matéria-prima, materiais e mão de obra, por exemplo, que variam conforme a construção da obra avança. Os gastos despendidos no processo da construção, então, são contabilizados mensalmente para posterior reajuste no valor final do imóvel. No caso de imóveis financiados, o valor do reajuste do INCC será adicionado às parcelas do financiamento. Em imóveis comprados à vista, não há reajuste.   

Gastos adicionais

Os gastos listados até aqui são considerados “fixos” por existirem em quase todas as compras de imóveis. Porém, quando o comprador se dedica a elaborar um planejamento e mergulha de cabeça na missão de escolher a casa perfeita, outros custos devem ser levados em consideração. São os chamados “gastos adicionais”, tais como mudança, reformas e possíveis consertos. Ter em mente os gastos adicionais é sinal de uma boa visão de longo prazo e noção dos imprevistos. 

Ao entender todos os gastos envolvidos na compra de um imóvel, o candidato a comprador consegue estabelecer um panorama confiável tanto de seu orçamento quanto das condições reais do mercado imobiliário, garantindo assim um processo mais limpo, seguro e sem surpresas desagradáveis para si e sua família. Lidar com burocracias e questões financeiras nunca é fácil, tampouco simples, mas lembre-se que, com um planejamento bem estruturado e parceiras dispostas a ajudar como aliados, tudo fluirá com mais leveza, e você com certeza estará no caminho certo rumo à casa dos sonhos. Ela existe e, um dia, será sua.   

COM A ROTTAS VOCÊ PODE

REALIZAR SEU SONHO